Aviso / Notice

Este blog se encontra desatualizado, inativo e arquivado como conteúdo estático. Eu continuo a eventualmente postar em to-post.it/henriquev. Um serviço simples de blog para usuários de Twitter criado por mim. Todo o conteúdo deste blog continuará existente no mesmo endereço de antes.

This is blog is out-dated, inactive and archived. I continue to post eventually on to-post.it/henriquev. Using a simple blogging service for Twitter users that I created.

Estou também em / find me also on:



Por linhas aéreas populares!

Eu andei pensando… Os aviões ultimamente são tão pouco ocupados… Os amantes do status quo sempre vão dizer que os aviões são lotados, as poltronas estão cada vez menores e por aí vai…

Pois bem, esses mesmos amantes do status quo falam que as passagens estão altas, blábláblá, lero-lero…
Seria engraçado, se não fosse trágico… Esses mesmos canalhas que defendem, por exemplo, o monopólio do transporte urbano por estatais e pelos amigos do rei. Ou seja: eles estão nem aí para o povão andar em ônibus lotados acima da capacidade já altíssima que geralmente colocam… É comum em horário de pico olhar para um ônibus que só tem poltrona para 50 e ver o que aparenta ser 200, 250 indivíduos aqui no Recife…
Já quando a coisa tem a ver com o transporte que eles usam, eles querem forçar o que chamam de ‘um mínimo de qualidade’ ou qualquer outra babaquice do gênero…
Pois bem, o que tem de diferente em fazer um trecho de uma hora em pé dentro de um avião ou uma hora em pé dentro de um ônibus senão o fato de que avião no avião é melhor, pois é um meio de transporte muito mais seguro uma vez que, no mínimo, não depende das vias esburacadas por serem estatais (eer, dependem dos falhos sistemas de telecomunicação existentes graças ao Estado como os radares que não funcionam e a atual inexistência de um padrão de telecomunicação independente usando broadcast, por exemplo, que só faz sentido não existir num mundo como o de hoje por existir planejadores centrais em todo mundo promovendo soluções falhas, centralizadas - btw, felizmente já estão resolvendo isso) e dos suuuper preparados motoristas que os vagabundos parasitas públicos costumam colocar aos volantes para transportar os animais estatizados?

E isso não seria bom apenas para pontes aéreas como Rio-São Paulo. Até mesmo para longas distância… E garanto que as pessoas (inclusive eu) estão bem mais dispostas a pagar com um pouco de desconforto para economizar 200, 300 reais em uma viagem aérea uma vez ou outra por ano do que anualmente pagar 200, 300 reais A MAIS, mais uma hora perdida todo dia, para ter o desconforto proporcionado pelo transporte urbano de animais estatizados…

Poderiamos ter aviões como um A-380 carregando 2000 pessoas em pé (como se apoiarem? Eu estou brincando de planejador, não de planejador central rsrsrsrs), poderia ainda ter sistema de aluguel de poltronas, camas… Por falar em camas, que tal aquelas células que mais parecem com gaveta de necrotério dos hotéis japoneses que são impossíveis de surgir aqui no Brasil por causa das leis desse “paraíso” socialista? Talvez isso fosse até amado pela maioria dos passageiros de longos vôos internacionais e reduzisse os custos por talvez conseguir uma maior densidade de passageiro por avião (o que seria ainda mais fácil permitindo mais de uma pessoa por célula, que nem nas cabines de trem)…

Desconfortável? Mais é claro que para quem quisesse viajar de Tóquio para Salvador sem pagar por nenhum ítem de conforto (por exemplo, alugar cinco horas de uso de poltrona) poderia ser, mas se a pessoa escolheu assim, é porque ela acha que é melhor para ela, logo não temos que dizer que é errado ou qualquer outro blábláblá!

Aí sim teriamos cias. aéreas verdadeiramente low-fare!

Ah, corta também o bagageiro (coloca mais gente nele, né?) e coloca o viajante numa balança antes dele embarcar, claro… Parecendo navio escravista? E daí? Mas não precisa olhar os dentes não… rsrsrsrs

Ah sim, e garanto que 5000 pessoas entrariam FÁCIL num A-380 saindo da Coréia do Norte para a Coréia do Sul… rsrsrsrs

Discussão no Orkut sobre o assunto

1 Response to “Por linhas aéreas populares!”


  1. 1 Bernardo Gaetani

    Concordo com o Henrique, uma vez que não é o estado que deveria regular esse setor e sim a demanda dos passageiros.

    Um setor com mais companhias e menos regulação funcionaria melhor, inclusive para o governo que faturaria mais com impostos.

Comments are currently closed.