Aviso / Notice

Este blog se encontra desatualizado, inativo e arquivado como conteúdo estático. Eu continuo a eventualmente postar em to-post.it/henriquev. Um serviço simples de blog para usuários de Twitter criado por mim. Todo o conteúdo deste blog continuará existente no mesmo endereço de antes.

This is blog is out-dated, inactive and archived. I continue to post eventually on to-post.it/henriquev. Using a simple blogging service for Twitter users that I created.

Estou também em / find me also on:

Archive for the 'Populismo' Category



Karl Marx vs. Peter Schiff

So you think in these times of world disaster Karl Marx is the anwser for taking away from the world the figure of the fat capitalist pig that makes all of us poorer?

So sad politicians believe so, well, they’re politicians… But they’ll soon be alone!

People are starting to realize how stupid anti-capitalism (or how I prefer: anti-freedom) is. Thanks much to figures like Ron Paul, Robert P. Murphy and Peter Schiff.

I (who am not afraid that the world will be destroyed by the bad corporation guys) was thinking: how is it increased the amount of people who now believes in reality rather than in stories of war in a parallel world where ethics is weird and kind of doesn’t exists?

Uh, let’s try it… trends.google.com

What now? Let me see… How big is Peter Schiff getting?

What about Karl Marx vs. Peter Schiff?

Gotcha!

Two years ago for each 100 searches for the bad guy there was just one for Peter Schiff. For the last year it is 21 vs. 100 for the stupid writer.

For the period starting from the begining of this year to now for each 100 searches for the dumbass, there is 47 for Peter Schiff.

In the United States Peter Schiff is as searched as Karl Marx now. Oh, Brazil is the country that most searches Karl Marx… The USA wasn’t even in the top 10 for searching him [at any time] before joining the list at the 9th place this past year and being at 10th for this current year. Oh, what about Brazil? The brazilian Federal District is crazy searching for more and more marxism.

Keynes? He’s searched even less in the US (we can see him only this year at the 7th place, while the terrorist is at the 10th) than Karl Marx even if there is lots of books of him in the bookstores, like at the B&N at the Fifth Avenue as I saw just the other day:

It seems that in a near future marxism will be only cultived by some economic leaders for disaster, as the states around the world are going to fall apart.

Oh, and what the fuzz about Paul Krugman? It’s gone. Right now (in this year) for each 100 for Peter there is 87 searches for the Nobel prize winner (it’s just so stupid that we can not say really it was earned, let’s say, as a scientific prize, because it can’t be [seriously]). 2008? Even being the Nobel winner in a society in crises with its crime leaders asking to play more with fascism Peter had just 30% less than Krugman and, as the graph shows just because the socialist won the Nobel. The year before? Paul Krugman was 235% more searched than Peter Schiff. FYI: the guys behind the Nobel on economics direct benefit from statism.

No Canadá airliners serão forçadas a dar assento extra para baleias assassinas

Esses retardados do politicamente correto não se decidem… Um dia querem taxar alimentos com alto teor calorífico. Outro dia querem deixar Free Willy ocupar dois, três ou quatro assentos pelo preço de um. E ainda reclamam do uso petróleo e tudo mais. Vai entender onde esse povo deixa a coerência…

Politicamente correto é tirania com modos.

— Charlton Heston

Obesos têm direito a dois assentos em aeronaves

November 21, 2008, 7:47 am

OTTAWA (Reuters) - Pessoas obesas têm o direito a dois assentos pelo mesmo preço que um em vôos dentro do Canadá, a Suprema Corta do Canadá determinou nessa Quinta-feira.
A alta corte declinou o apelo de companhias aéreas canadenses sobre a decisão da Agência de Transporte do Canadá de que pessoas que são “funcionalmente incapacitadas pela obesidade” merecem ter dois assentos por uma tarifa.
As companhias aéreas tinham perdido um recurso na Corte Federal de Recursos em Maio e então decidiram lançar um novo recurso no Supremo Tribunal. A decisão do tribunal por não ouvir o apelo significa que a política de uma-pessoa-uma-tarifa continua.

O recurso tinha sido movido pela Air Canada, Air Canada Jazz e WestJet.

(Informes por Randall Palmer)
De acordo com a CBC News a decisão do corte significa que companhias aéreas são obrigadas a oferecer política de apenas uma tarifa por pessoa para deficientes que precisam de espaço para um responsável durante o vôo ou que necessitem de espaço extra para cadeira-de-rodas, ou para pessoas que são clinicamente obesas e ocupam mais de um assento.
A indústria aérea argumentou que essa medida ocasionaria grandes perdas financeiras.
Professor de advogacia Linda McKay-Panos da Calgary está defendendo direitos de viajantes obesos desde que a cobraram um e meio assentos em um vôo em 1997 pela Air Canada, de acordo com a CBC.
McKay-Panos argumenta que qualquer um que é clinicamente obeso tem uma deficiência e não deve pagar para mais de um assento. Ela tem síndrome de ovário policístico, uma condição incurável que pode levar à obesidade.
Porta-voz da WestJet Richard Bartrem alegadamente disse que há ainda muitas questões não respondidas.
Ele é citado como tendo perguntado “Que critérios estaremos pondo em prática para determinar se alguém está viajando acompanhada por necessidade ou por desejo?”
E também “O que é obesidade mórbida? Como nós vamos ter capacidade de determinar e implementar isso respeituosamente, e consistente e de forma justa?”

A crise em resumo

O post Esta tal crise do Sub-Prime em outro blog explica direitinho que diabos é essa crise em poucas palavras, até bebado pode entender.

Em tempo:

OFHEO’s mission is to promote housing and a strong national housing finance system by ensuring the safety and soundness of Fannie Mae (Federal National Mortgage Association) and Freddie Mac (Federal Home Loan Mortgage Corporation). OFHEO works to ensure the capital adequacy and financial safety and soundness of two housing government-sponsored enterprises (GSEs) — Fannie Mae and Freddie Mac. Fannie Mae and Freddie Mac are the nation’s largest housing finance institutions.

OFHEO’s Mission

Parece brincadeira, mas não é. A OFHEO é uma agência governamental e essa é a parte inicial sobre a missão da agência, segundo ela mesma. E onde está em negrito aqui também está em negrito lá, não foi de propósito. E ainda dizem que foi culpa do livre-mercado, ai ai… Aqui vai o recado para quem pensa assim: An Open Letter to my Friends on the Left.

E quem quiser entender mais pode ver The Bailout Reader ou meus posts Imprimindo dinheiro que não existe e O dólar valorizando durante crise imobiliária norte-americana?

O dólar valorizando durante crise imobiliária norte-americana?

Parece um contra-senso uma moeda de um país se valorizar quando ele entrar em crise.

Até ontem, quando publiquei o post anterior, não tinha pensado em possíveis explicações. Se você não o leu, recomendo que leia antes para compreender melhor a situação.

Pois bem, essa crise, assim como a de 1929, é causada não por falhas do mercado, e sim por intervenções estatais. E todo esse esforço que estão fazendo agora não vai gerar nada de positivo e sim uma nova bolha que vai estourar no futuro.

A principal loucura é justamente expandir o suprimento monetário através da inflação. Para piorar fazem isso tanto antes, quanto durante e depois da crise. Os keynesianos acreditam que inflação é uma solução para uma crise causada — segundo a crença — por falha do mercado, pasmem!

As soluções mágicas da seita keynesiana funcionam a qualquer momento, com uma resalva: só na teoria. E falha de mercado é um fenômeno tão real quanto o ET de Varginha: só os idiotas levam a sério.

Pois bem, mas se os Estados Unidos está em crise, como pode o dólar estar se valorizando em relação às outras moedas?
Está acontecendo uma corrida às compras: as pessoas querem fugir da inflação! Estão adquirindo mercadorias ou reservas reais, não falsas. Só que temos dois complicadores:

  • Lembra que falei que geralmente os países proibem que moedas de outros países sejam usadas em negócios dentro de seu território? Pois bem, vale para os EUA. E qual a economia mais forte, que movimenta mais negócios…?
  • Com certeza isso não se passa pela mente de muitos, mas saiba que muitas das estatais casas da moeda terceirizam suas reservas faz-de-conta e da pior forma possível: em US dólares! Ou seja: loucura total. Faz um lastro em cima de uma moeda fiduciária! O próprio ladrão não sabe reconhecer um furto ou, se reconhece, não dá importância. E em se tratando de dinheiro dos outros “mesmo” a segunda hipótese, para mim, é bem mais plausível.

— Certo, mas como “salvar o mundo” da crise criada pela inflação usando mais inflação ainda?
Não há uma só explicação da seita Keynesiana: ela é tão flexível quanto uma mola, basta seguir algumas premissas marxistas que são como os delimitadores da compressão e tensão máximas que uma mola pode alcançar sem ter a sua estrutura física deformada. Nesse caso, a estrutura não é física, mas biológica: a [in]sanidade.

Nessa crise os crentes da Igreja de Keynes estão fazendo o cúmulo de estatizar empresas falidas, até mesmo seguradoras!

Parecem só se esquecer que o grande causador da crise foi justamente um crédito imobiliário enorme de dinheiro que não existia saindo de duas grandes companhias do setor, com as graças da mão-santa do deus-Estado.

É dar cana para acabar com a bebedeira…

<a href="http://youtube.com/watch?v=fCEUz264XHw">http://youtube.com/watch?v=fCEUz264XHw</a>
Newstopia - Micallef on Inflation

Como diz o vídeo: se uma moeda é lastreada em outra e assim sucessivamente… Temos que no final ela não é lastreada em nada e — uma vez que não é lastreada em nada — ela não tem valor algum.

E os retardados keynesianos acham tudo isso muito normal.

Leia também:

Embusteiros da vida

Época de renovar inevitavelmente o status quo de centenas de anos de atraso. É a hora dos políticos atuais alimentarem os brasileirinhos novamente com promessas, depois de terem os explorados por quatro anos. E de novos candidatos a parasitas públicos (esses parasitas, por eleição) prometerem novos milagres velhos.

Gravelings: os políticos brasileirosPolíticos brasileiros atrás de novas vítimas

Uns deles preferem denunciar os males que o neoliberalismo (sic) causou ao país em 500 anos de história. Outros, anunciar programas de governo populista. Outros, se vestem de bons altruístas. Em comum os embusteiros têm o parasitismo público como objetivo de vida. E para alcançar, nada é poupado: nem a vida, a alheia.

Alguns se dizem sensibilizados com tantos morrendo em fila de espera por transplante de órgãos ou ainda pelo baixo estoque nos bancos de sangue, inviabilizando procedimentos cirúrgicos na data marcada, quando não fazendo a Dona Morte buscar bem mais cedo pessoas quase saudáveis.

E aí se metem a fazer propagandas pró-doação de órgàos, tecidos e sangue. Muito convenientemente, pertinho de quando vai precisar de uma mãozinha dos animais estatizados para se fixar por mais quatro anos no parasitismo público.

Isso seria mero detalhe, vindo de nossos embusteiros do altruísmo. Se não fossem eles mesmos os responsáveis pela priorização da escassez de tais bens, ao fatalmente restringir o livre comércio dos mesmos.

Como populistas que são alegam que os pobres não teriam vez se órgãos pudessem ser vendidos, que esquadrões da morte passariam a agir, que pessoas cometeriam suicídio e assassinatos de parentes para auxiliar a família. Além de apelarem para os mais variados sentimentos que condenam um mercado desses.

E com isso são aplaudidos pela platéia de seus currais eleitorais. Eles não se importam se isso constituí uma agressão à propriedade privada mais importante que um ser humano pode ter: o próprio corpo.

Nada de se espantar em um país onde a propriedade privada é vista como um roubo, a não ser as de visionários como o Lulinha da Silva, trabalhador de zoólogico que ficou milionário da noite para o dia com negócios obscuros, mas que ninguém questiona. Afinal, vivemos em um país onde toda propriedade privada é vista como passível de violação sem questionamentos em nome de coisas folclóricas como uma tal segurança nacional por qualquer agente estatal. Na verdade, nesse país há um amor incrível por autoritarismo. E de preferência, sem mandato.

Enquanto isso vemos pessoas morrendo ou tendo a saúde deteriorada diariamente por falta de órgãos, tecido ou sangue para suprir suas necessidades fisiológicas; pessoas morrendo nas mãos de traficantes de órgãos inescrupolosos ou que não possuem condições para atender a pessoa devidamente e por aí vai. Enquanto isso, órgãos bons continuam sendo enterrados. Nada mal para uma sociedade onde o Estado é dono das pessoas e protege até assassinos de quem sequer nasceu.

Para quem questiona a validade de se vender órgãos, tecidos e sangue humano eu pergunto: quem você prefere que seja dono do seu próprio corpo? Você ou o Estado? Qual a próxima, transformar em obrigatória a doação (sic) involuntária de órgãos?

Quer dizer que, em nome de um sobrenatural coletivo, é melhor que uma família tenha que custear o enterro de um ente quando poderia evitar pelo menos isso, através da venda de algum órgão? Ah, sem falar no indivíduo que outrora poderia continuar vivo, agora vai morrer pela falta do mesmo. Ou continuar a existir, mas não a viver no sentido mais interessante da palavra, tendo que se submeter a horas e horas de hemodiálise toda semana, com a vida por um fio.

Enquanto isso, parasitas estatais vivem felizes e tranqüilos, pois podem comprar sem dificuldades uma posição na fila de transplante no mercado negro e continuarem a receber mais votos com o populismo da morte.