Aviso / Notice

Este blog se encontra desatualizado, inativo e arquivado como conteúdo estático. Eu continuo a eventualmente postar em to-post.it/henriquev. Um serviço simples de blog para usuários de Twitter criado por mim. Todo o conteúdo deste blog continuará existente no mesmo endereço de antes.

This is blog is out-dated, inactive and archived. I continue to post eventually on to-post.it/henriquev. Using a simple blogging service for Twitter users that I created.

Estou também em / find me also on:

Archive for November, 2008



No Canadá airliners serão forçadas a dar assento extra para baleias assassinas

Esses retardados do politicamente correto não se decidem… Um dia querem taxar alimentos com alto teor calorífico. Outro dia querem deixar Free Willy ocupar dois, três ou quatro assentos pelo preço de um. E ainda reclamam do uso petróleo e tudo mais. Vai entender onde esse povo deixa a coerência…

Politicamente correto é tirania com modos.

— Charlton Heston

Obesos têm direito a dois assentos em aeronaves

November 21, 2008, 7:47 am

OTTAWA (Reuters) - Pessoas obesas têm o direito a dois assentos pelo mesmo preço que um em vôos dentro do Canadá, a Suprema Corta do Canadá determinou nessa Quinta-feira.
A alta corte declinou o apelo de companhias aéreas canadenses sobre a decisão da Agência de Transporte do Canadá de que pessoas que são “funcionalmente incapacitadas pela obesidade” merecem ter dois assentos por uma tarifa.
As companhias aéreas tinham perdido um recurso na Corte Federal de Recursos em Maio e então decidiram lançar um novo recurso no Supremo Tribunal. A decisão do tribunal por não ouvir o apelo significa que a política de uma-pessoa-uma-tarifa continua.

O recurso tinha sido movido pela Air Canada, Air Canada Jazz e WestJet.

(Informes por Randall Palmer)
De acordo com a CBC News a decisão do corte significa que companhias aéreas são obrigadas a oferecer política de apenas uma tarifa por pessoa para deficientes que precisam de espaço para um responsável durante o vôo ou que necessitem de espaço extra para cadeira-de-rodas, ou para pessoas que são clinicamente obesas e ocupam mais de um assento.
A indústria aérea argumentou que essa medida ocasionaria grandes perdas financeiras.
Professor de advogacia Linda McKay-Panos da Calgary está defendendo direitos de viajantes obesos desde que a cobraram um e meio assentos em um vôo em 1997 pela Air Canada, de acordo com a CBC.
McKay-Panos argumenta que qualquer um que é clinicamente obeso tem uma deficiência e não deve pagar para mais de um assento. Ela tem síndrome de ovário policístico, uma condição incurável que pode levar à obesidade.
Porta-voz da WestJet Richard Bartrem alegadamente disse que há ainda muitas questões não respondidas.
Ele é citado como tendo perguntado “Que critérios estaremos pondo em prática para determinar se alguém está viajando acompanhada por necessidade ou por desejo?”
E também “O que é obesidade mórbida? Como nós vamos ter capacidade de determinar e implementar isso respeituosamente, e consistente e de forma justa?”