Aviso / Notice

Este blog se encontra desatualizado, inativo e arquivado como conteúdo estático. Eu continuo a eventualmente postar em to-post.it/henriquev. Um serviço simples de blog para usuários de Twitter criado por mim. Todo o conteúdo deste blog continuará existente no mesmo endereço de antes.

This is blog is out-dated, inactive and archived. I continue to post eventually on to-post.it/henriquev. Using a simple blogging service for Twitter users that I created.

Estou também em / find me also on:

Archive



Pouso e aterrissagem verticais

<a href="http://youtube.com/watch?v=-kDb99ftPlY">http://youtube.com/watch?v=-kDb99ftPlY</a>
AV8-B Harrier Landing onboard the USS Bataan

<a href="http://youtube.com/watch?v=uyXirekgqOo">http://youtube.com/watch?v=uyXirekgqOo</a>
Harrier vertical takeoff gear up

Pena que por enquanto apenas parasitas públicos (de Forças Armadas) possam desfrutar de algo assim.

Pequeno acidente automobilístico em Dubai

<a href="http://youtube.com/watch?v=nr1z13HLFT0">http://youtube.com/watch?v=nr1z13HLFT0</a>
Dubai Drivers Recover After 200+ Car Crash Pile-Up 2008-3-11

É claro que comunista não gosta de tomar banho

23/09/08 - 21h02 - Atualizado em 23/09/08 - 21h07
Alfândega de Montenegro apreende toalhas de Madonna

Cantora viaja com mais de 300 peças confeccionadas por designers especialmente para ela

Madonna e sua equipe tiveram um pequeno probleminha na alfândega ao desembarcar em Montenegro. Oficiais que cuidam da fiscalização na fronteira apreenderam as 300 toalhas que foram confeccionadas especialmente para a cantora e seus dançarinos e que eles usam quando saem do palco, na turnê “Sticky & Sweet”.

De acordo com o site do jornal “The Sun”, os oficiais confiscaram o lote porque desconfiaram do grande número de toalhas que a equipe transportava.

O pessoal da alfândega nunca tinha visto aquele volume de toalhas para uso pessoal antes. As pessoas em Montenegro não estão acostumadas a gastar tanto com toalhas.

Madonna se apresenta num estádio na cidade de Budva nesta quarta-feira, 24.

Canalha quer escravizar todos

Os canalhas do Estado não ficam parados em buscar cada vez mais um jeito novo de explorar você. Agora um dos vagabundos quer escravizar diretamente não apenas uma parte, mas qualquer indivíduo que atinga 18 anos de idade.

Mangabeira quer obrigar jovens a prestar serviço social

BRASÍLIA - O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, defendeu nesta terça-feira que os jovens de 18 anos que forem dispensados do serviço militar obrigatório sejam enviados ao interior do país, para serem aproveitados no serviço social obrigatório. A idéia faz parte do Plano Nacional de Defesa, elaborado por Mangabeira e pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim. Se o jovem dispensado do alistamento militar estiver fazendo curso superior, ele seria encaminhado para algum trabalho em sua área de atuação.

- O jovem que está iniciando uma formação universitária vai trabalhar de acordo com seu ramo. Por exemplo, um arquiteto vai ajudar a construir casas populares. Um engenheiro vai ajudar a fazer saneamento básico. Se não tiver o terceiro grau, vai receber a educação complementar para poder engajar-se - explicou Mangabeira.

Por exemplo, um arquiteto vai ajudar a construir casas populares. Um engenheiro vai ajudar a fazer saneamento básico.

Esse jovem seria capacitado militarmente para compor uma “força de reserva mobilizável”, a ser utilizado em casos de necessidade. Mangabeira espera que, dessa forma, o adolescente conheça melhor a realidade de seu país, conviva com seus problemas e trabalhe com pessoas de classes sociais diferentes.

Segundo ele, nesse sistema, até as mulheres seriam obrigadas a servir. Para o professor Gilberto Garcia, presidente do Conselho de Reitores das Universidades, a idéia é boa, mas há uma preocupação sobre os custos envolvidos na proposta.

- Se (esses serviços) pudessem se casar com os programas sociais que as universidade já têm seria ótimo, porque baixaria os custos para o governo e para as universidades - sugeriu.

Publicada em 16/09/2008 às 23h00m
Catarina Alencastro - O Globo

O que eles não tramam para implementar a URSAL? O único grande problema para eles deve ser escolher qual filho da puta será o ditador!

O dólar valorizando durante crise imobiliária norte-americana?

Parece um contra-senso uma moeda de um país se valorizar quando ele entrar em crise.

Até ontem, quando publiquei o post anterior, não tinha pensado em possíveis explicações. Se você não o leu, recomendo que leia antes para compreender melhor a situação.

Pois bem, essa crise, assim como a de 1929, é causada não por falhas do mercado, e sim por intervenções estatais. E todo esse esforço que estão fazendo agora não vai gerar nada de positivo e sim uma nova bolha que vai estourar no futuro.

A principal loucura é justamente expandir o suprimento monetário através da inflação. Para piorar fazem isso tanto antes, quanto durante e depois da crise. Os keynesianos acreditam que inflação é uma solução para uma crise causada — segundo a crença — por falha do mercado, pasmem!

As soluções mágicas da seita keynesiana funcionam a qualquer momento, com uma resalva: só na teoria. E falha de mercado é um fenômeno tão real quanto o ET de Varginha: só os idiotas levam a sério.

Pois bem, mas se os Estados Unidos está em crise, como pode o dólar estar se valorizando em relação às outras moedas?
Está acontecendo uma corrida às compras: as pessoas querem fugir da inflação! Estão adquirindo mercadorias ou reservas reais, não falsas. Só que temos dois complicadores:

  • Lembra que falei que geralmente os países proibem que moedas de outros países sejam usadas em negócios dentro de seu território? Pois bem, vale para os EUA. E qual a economia mais forte, que movimenta mais negócios…?
  • Com certeza isso não se passa pela mente de muitos, mas saiba que muitas das estatais casas da moeda terceirizam suas reservas faz-de-conta e da pior forma possível: em US dólares! Ou seja: loucura total. Faz um lastro em cima de uma moeda fiduciária! O próprio ladrão não sabe reconhecer um furto ou, se reconhece, não dá importância. E em se tratando de dinheiro dos outros “mesmo” a segunda hipótese, para mim, é bem mais plausível.

— Certo, mas como “salvar o mundo” da crise criada pela inflação usando mais inflação ainda?
Não há uma só explicação da seita Keynesiana: ela é tão flexível quanto uma mola, basta seguir algumas premissas marxistas que são como os delimitadores da compressão e tensão máximas que uma mola pode alcançar sem ter a sua estrutura física deformada. Nesse caso, a estrutura não é física, mas biológica: a [in]sanidade.

Nessa crise os crentes da Igreja de Keynes estão fazendo o cúmulo de estatizar empresas falidas, até mesmo seguradoras!

Parecem só se esquecer que o grande causador da crise foi justamente um crédito imobiliário enorme de dinheiro que não existia saindo de duas grandes companhias do setor, com as graças da mão-santa do deus-Estado.

É dar cana para acabar com a bebedeira…

<a href="http://youtube.com/watch?v=fCEUz264XHw">http://youtube.com/watch?v=fCEUz264XHw</a>
Newstopia - Micallef on Inflation

Como diz o vídeo: se uma moeda é lastreada em outra e assim sucessivamente… Temos que no final ela não é lastreada em nada e — uma vez que não é lastreada em nada — ela não tem valor algum.

E os retardados keynesianos acham tudo isso muito normal.

Leia também: