Aviso / Notice

Este blog se encontra desatualizado, inativo e arquivado como conteúdo estático. Eu continuo a eventualmente postar em to-post.it/henriquev. Um serviço simples de blog para usuários de Twitter criado por mim. Todo o conteúdo deste blog continuará existente no mesmo endereço de antes.

This is blog is out-dated, inactive and archived. I continue to post eventually on to-post.it/henriquev. Using a simple blogging service for Twitter users that I created.

Estou também em / find me also on:

Tag Archive for 'Fonft'



Olavo Rocha

Olavo Rocha
Uma semana que eu tinha voltado para o Brasil após ter feito um curso em filmografia e alguém me apresenta a uns filmes de qualidade impressionante, não por conta de efeitos especiais surpreendentes, mas por ter roteiros geniais desmitificando a economia e defendendo a liberdade.

Imediatamente procurei saber quem produzia aqueles vídeos. Encontrei um Olavo Rocha, do Rio de Janeiro, bem disposto a conversar e trocar idéias.

O primeiro e-mail que ele me enviou após já termos trocado alguma informação pelo Orkut foi um bom exemplo disso. Abaixo, parte dele.

from Henrique Vicente de Oliveira Pinto
to Olavo Rocha
date Wed, Feb 18, 2009 at 2:57 PM
subject sobre os videos

Kamarada,
como voce se atreve a fazer videos tao reacionarios?

from Olavo Rocha
to Henrique Vicente de Oliveira Pinto
date Wed, Feb 18, 2009 at 3:53 PM

Grande!

Vou me atrever até que não possa mais. Como disse o outro (Mises), “Quem quiser permanecer livre deve combater até a morte aqueles que pretendem privá-lo de sua liberdade.”

A origem dos vídeos é meu rompante pseudo-artísitco que nasceu em agosto de 2006. Estava com a mão direita (e sou destro) imobilizada e não tinha nada pra fazer em casa. Foi quando entrei em contato com o Windows Movie Maker para fazer o “comercial” de umas miniaturas de carrinhos 1/18 do meu irmão (que as vendia no mercado livre). Gostei dessa coisa de edição e baixei o Premiere. Daí para o blockbuster “Crianças que não gostam de orelhas de abano” foi um passo. Tempos depois percebi que seria meu canal para espalhar a palavra da liberdade e aí vieram os filmes libertários.

Eu sou economista recém-formado e a bagagem teórica que tenho é um livro de cinematografia (the five c’s of cinematography) e um do Walter Murch (In the blink of an eye). Então não sou exatamente alguém erudito na sétima arte.

Depois disso, passou um tempo e fiquei muito feliz um dia em que ele compartilhou comigo o desejo de filmar O Segredo de Karl [Marx] e me pediu opinião sobre o roteiro. Outro dia ele me contou que preprava um filme para ser produzido entre Outubro e Novembro, me convidando a participar. Infelizmente esse, que sem dúvidas seria o melhor filme dele, não pode mais se tornar realidade, pelo menos não pelas mãos dele. Não vou entrar em mais detalhes pois desejo que outros possam dar continuidade a Fonft (e assim não quero estragar a surpresa) e realizar esse projeto pela produtora que não cederá ao mal. Com certeza ele gostaria.

Aqui vai um pouco sobre o trabalho que ele realizou.

Olavo Rocha, em 2001 aos 13 anos deu o pontapé inicial no que veio a se tornar a Fonft Filmes. Como o legado de sua vida ele nos deixa os curtas que produziu, dirigiu e atuou usando o selo Fonft com a seguinte missão:

Através de sua principal subsidiária, Fonft Filmes, as organizações Fonft têm como missão única a propagação da palavra da liberdade. Cada filme aqui feito deverá carregar a defesa da propriedade privada, do respeito às liberdades individuais e da destruição de qualquer forma de coletivismo, disfarçada ou não. A Fonft não cederá ao mal.

Mais filmes pela Fonft (no Youtube | no Vimeo)

Sua assinatura de e-mail é uma das mais interessantes que já vi:

O. Rocha
Chairman, Chief Executive Officer
Fonft Holding Inc
http://www.fonft.com
http://vimeo.com/fonft (HiDef)

“Não se deixe levar pelo obscurantismo”, dizia ele. por Claudio Shikida

Editado: o risco de estragar a surpresa é menor do que a possibilidade de o que ele me falou inspirar alguém e assim isso se tornar possível… Se alguém quiser ver a conversa integralmente, pode me enviar um e-mail.

(2) Já estou com idéias para um especial de natal para fazer no fim do ano, baseado na enquete do amigo Porco Capitalista na comunidade Economia Brasileira. Papai noel faria um pronunciamento e diria que daria presentes de graça a todas as crianças do Brasil. Cupins fariam de tudo para detê-lo, impedindo o ingresso dos presentes para preservar empregos nos fabricantes nacionais ou pedindo contra-partidas, como a obrigação da importação, por parte da República do Pólo Norte, de produtos brasileiros. Idéias? Vai estar pelo Rio em outubro, novembro, visitando aquelas tias que moram em Copacabana?